CONCEPÇÃO DO CURSO 

 

O Projeto Pedagógico do Curso de Administração da FAP está sistematizado segundo os critérios da investigação científica e do apoio às discussões, produções e execuções de propostas que oportunizem a formação do profissional e o capacite a participar conscientemente da evolução do mundo moderno, capaz de fazer uso de novas tecnologias, de gerir de forma autônoma e empreendedora o seu processo de formação profissional.

 

Neste sentido, a formação do Administrador é caracterizada pela produção de conhecimentos relacionados à capacidade de intervir no meio sociocultural, para a satisfação da necessidade de mudanças a partir do diálogo com a sociedade e movimentos sociais (sindicatos, organizações não governamentais, organizações públicas ou privadas), pondo em prática uma política educacional adequada aos requisitos básicos das instituições.

 

Tendo como base as Diretrizes Curriculares do Curso de Administração, Resolução CNE/CES Nº 04/05 de 13/07/2005, o Curso de Administração pautar-se-á nos seguintes princípios:

  • Articulação e integralização entre teoria e prática;

  • A interdisciplinaridade;

  • Contextualização;

  • Articulação entre as diferentes esferas da formação e da práxis;

  • O aluno como sujeito ativo do processo de construção e reconstrução do conhecimento;

  • Flexibilidade.

 

A atuação do administrador deve compreender e reconhecer as habilidades conceituais das diversas funções numa organização, contemplando também, a responsabilidade social como agente de mudança no contexto no qual está inserido.

 

Norteados pelos princípios que articulam e integralizam teoria e prática, e os eixos de interdisciplinaridade, contextualização, articulação que interrelacionam a formação e a prática, do bacharel como construtor e reconstrutor do conhecimento, o Curso de Administração está organizado metodologicamente pautado na construção do conhecimento contextualizando, articulando e integralizando as teorias e as práticas em diferentes linguagens, tecnologias e conteúdos historicamente constituídos, compreendendo o aluno como sujeito ativo desse processo.

 

Nesta proposta, a interdisciplinaridade, constitui-se em um desafio capaz de superar a cultura escolar rígida e fragmentada, que de modo geral, estão presentes no currículo do Curso de Administração e que justapõem as disciplinas básicas, específicas e profissionais para trabalhá-las de forma sistemática, integrada.

A flexibilidade é um princípio que se reflete na construção dos currículos em diferentes perspectivas: na eliminação da rigidez estrutural do curso, na organização dos tempos e espaços e no tratamento dos conteúdos.

 

O aluno do Curso de Administração terá uma formação humanística e técnica voltada para o desenvolvimento de uma consciência cultural e crítico-valorativa a respeito das atividades pertinentes ao seu campo profissional, que o capacitem a influenciar as mudanças, tanto no que se refere às alterações estruturais, quanto aos processos administrativos e comportamentais nas várias organizações sociais (empresas públicas e privadas, terceiro setor.)

ADMINISTRAÇÃO